9 tendências de Marketing Hoteleiro para seguir em 2019

Viajar é o hobby favorito de muitos brasileiros. Mas, apesar disso, muitas pessoas não têm um destino ou hotel preferido na hora de se planejar e acabam buscando por referências online para conhecer as melhores opções de hospedagem.

Um bom planejamento de marketing digital é essencial atrair a atenção desta audiência, gerar mais vendas e, até mesmo, fidelizar o público.

Foi pensando nesse mercado de grande potencial que nós montamos uma lista com as principais tendências que podem ajudar o setor de hotelaria a conquistar mais hóspedes e atingir a meta de ocupação durante o ano inteiro.

Confira!

Fortaleça sua marca

Hoje muitos clientes compram direto nas agências online, cerca de 75% dos viajantes, e quase nunca lembram do nome do hotel. Apenas 21% visitam diretamente o site do hotel. Sua marca é seu bem mais valioso. Trabalhe ela no digital para que seja referência no destino. Aposte em ao vivo, webinar, vídeos com detalhes do local, stories e aguce no turista a vontade de estar no seu hotel!

Análise de dados

Cada vez mais não terá como fazer marketing sem dados. Em 2019, isso deve crescer bastante. O cliente deixa várias pegadas digitais, desde quando busca o destino, passando pela reserva online até o pedido de um drink na piscina. Tratar essas informações, integrar sistemas, entender o comportamento deles nas redes sociais ajudará a criar uma experiência personalizada e permitir grandes diferenciais.

SEO

Comece a trabalhar essa estratégia uma ano antes para obter retorno e foque não somente em datas relevantes para o turismo. Ao desenvolver seu site, não veja apenas o layout e a usabilidade pelo cliente. Você precisa ter uma estratégia de SEO para que ele indexe no Google, como definir as palavras-chave, metas tags, link building e outros. Escreva a partir do que as pessoas desejam saber, no seu blog, isso ajuda a indexar.

Site

Ele é a principal ferramenta de vendas para quem deseja a venda direta. Ofereça diferenciais para o cliente efetivar a venda nele. Vá além de ofertas como wi-fi grátis, check-in móvel. Mostre que lá ele consegue valor melhor do que nas agências online, ofereça alguma cortesia, jantar especial, passeios, por exemplo. E sempre colete alguma informação, como o e-mail. Também mostre porque seu hotel é o melhor na região: mostre a decoração do quarto, a localização em um mapa, facilidade de transporte e a segurança.

 

Whatsapp

Utilize ferramentas que ajudam a abrir o Whatsapp direto, sem precisar que a pessoa adicione ao número ao telefone. Facilite essa comunicação no seu site. Ou se torne um consultor do destino para quem deseja saber mais. Não venda apenas o hotel, mas sim onde comer bem, passeios e atrações locais.

Chatbots

Use o robô para te ajudar na demanda das perguntas que as pessoas fizerem no Facebook ou no próprio site, por exemplo. Assim, você agiliza na resposta ao cliente.

Recomendações

Não deixe os comentários que os clientes falam solto na internet. Além de responder, colete essas informações e trate esses dados para virar insights de melhorias e de oportunidades para seu hotel oferecer ao cliente.  Acompanhe as redes sociais, Google Negócio, Reclame Aqui e todos os sites de vendas de hospedagem porque lá eles também deixam suas recomendações.

Pós-hospedagem

Poucos clientes recebem dos hotéis um e-mail depois do check-out. No máximo, uma pesquisa de satisfação que o cliente geralmente não ganha nada em troca. Mande algo do momento que ele viveu no seu hotel, por exemplo. Um momento família, uma festa que ele comemorou lá. Não esqueça dele depois de sair do hotel. Além de ser um potencial cliente de retorno, ele recomenda a outras pessoas.

Deixe seu comentário

Categorias