Quase 80% dos pais e mães recifenses não acreditam em aulas online para educação infantil

A pesquisa realizada pela Le Fil coletou dados de 124 famílias da capital pernambucana. Dessas, 78% afirmaram não acreditar no processo de educação online para educação infantil no Recife, representando uma descrença considerável na alternativa adotada por muitas escolas da cidade, em um esforço de minimizar os efeitos da Covid-19 no ano letivo.

Já quando se trata do ensino médio, o cenário é outro: 75% dos entrevistados acreditam que o sistema irá funcionar.

O estudo também revelou que uma das principais preocupações dos pais é que o processo de aula online vai exigir a presença de um adulto para ser realizado, apontando que 82% dos entrevistados acreditam que terão que acompanhar o desempenho dos filhos durante as aulas.

Como consequência, a Diretora de Operações da Le Fil, Rosário de Pompéia, explica que a nova realidade deve afetar a relação da família com as escolas em um cenário pós-pandemia, uma vez que 65% do público não está satisfeito com a forma como as instituições conduziram o processo.

“Estamos atentas a todo o processo de mudança de hábito nas pessoas e sabíamos que a educação seria o setor mais afetado nessa pandemia. Observamos, nas redes sociais, muitas menções de pais sobre as questões educacionais e financeiras e, por isso, decidimos fazer essa pesquisa”, pontou.

Quer saber mais?
Baixe a pesquisa completa: clique aqui.

Nos ajude a entender ainda mais como a mudança de processo está afetando a educação dos estudantes no Recife. Participe da nossa pesquisa “Volta às aulas“. Responda aqui.

Deixe seu comentário

Categorias